Estudantes de Ciências Biológicas analisam condições ambientais da Lagoa dos Muricis em Porto Franco

No dia 13 de janeiro, os acadêmicos do curso de Ciências Biológicas do Programa Caminhos do Sertão participaram de uma aula prática conduzida pelo professor Zilmar Timóteo. O objetivo da atividade foi analisar as condições ambientais da Lagoa dos Muricis, situada na zona urbana da cidade de Porto Franco.

Essa atividade de campo foi integrada à disciplina “Métodos de pesquisa no espaço escolar”, visando proporcionar aos alunos uma experiência prática no universo da pesquisa científica. O grupo explorou tanto a zona urbana quanto a rural do município de Porto Franco, concentrando-se na região das lagoas próximas à ferrovia Norte-Sul.

O foco da pesquisa foi analisar os impactos ambientais resultantes dos postos de lavagem de carros no entorno das lagoas. Os alunos coletaram dados sobre a fauna e flora do local, avaliando os efeitos da atividade humana nessas áreas.

O Professor Zilmar Timóteo destacou a importância da análise do espaço: “analisar as lagoas poluídas na zona urbana de Porto Franco foi crucial por várias razões, pois tem um impacto significativo no meio ambiente e no bem-estar da comunidade. Sendo eles, saúde pública, ecossistema aquático, impacto na biodiversidade, responsabilidade social e sustentabilidade. ”

Após a atividade de campo, os estudantes organizaram uma Mostra Científica, realizada no último sábado (27), na Unidade Avançada de Porto Franco. O evento contou com a presença de autoridades locais, incluindo o prefeito Deoclides Macedo e o Secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Roberto Sardinha, além da participação ativa da comunidade porto-franquina.

A acadêmica Lilian Maracaípe expressou como a aula de campo contribuiu significativamente para a formação acadêmica. “Pudemos fazer uma reflexão sobre os problemas socioambientais, e contribuiu também para nos estimular a se tornar pessoas mais consciente sobre o meio ambiente em que vivemos e ter um olhar mais cuidadoso sobre a preservação ambiental.”

O Secretário de Meio Ambiente e Agricultura, Roberto Sardinha, enfatizou a importância da iniciativa para a cidade. “Projetos de mobilização de pessoas são fundamentais para despertar na população o sentimento de pertencimento em relação à lagoa, contribuindo para a melhoria da qualidade de suas águas.” O Programa Caminhos do Sertão mais uma vez destaca seu compromisso com a educação ambiental e a promoção de ações práticas para o desenvolvimento sustentável da comunidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *